quarta-feira, 7 de abril de 2010

Porque é que os professores se matam?

A notícia está aqui, no Correio da Manhã.

Só quem passa por isto, todos os dias, é que compreende porque é que há professores que se matam. É que quando os professores se queixam, levam pancada dos pais, são ainda mais perseguidos e difamados pelos alunos, são mal vistos pelo "Senhor Director", e acusados pela Sociedade e pelos teóricos do Ensino, de "não saberem motivar os alunos"!

E isto, meus amigos, não foi "um incidente numa aula". Isto é o ambiente de cada perído de 90 minutos de aula, em que os professores se deparam com uma dezena, duas dezenas, três dezenas de Cátias a fazerem tudo por tudo para levar o docente ao esgotamento e à loucura.


É assim, em muitos casos, em cada aula, em cada dia, em cada semana, em cada mês, em cada ano, uma vida!




"Tonos", "professores da caca", "ainda só fui a uma aula e já dei mau aspecto". São várias as descrições pejorativas dos professores utilizadas, através de um fotoblogue, por uma das duas jovens protagonistas de um vídeo (alojado no YouTube), no qual gozam com uma docente de uma escola alegadamente do Grande Porto. Tudo enquanto a responsável expulsa as estudantes da sala.

Mas não se fica por aqui. Pelo meio das muitas fotografias que publica na internet, Cátia – que se dá a conhecer por ‘Katyzinha6’ – exibe-se com um cigarro na boca no interior da sala de aula. A legenda é elucidativa. "E quem é que fuma nas aulas? Euu!", lê-se. A foto teria acompanhamento vídeo, mas este foi entretanto retirado.

Aliás, os registos gravados – nomeadamente um intitulado de "Cortes e Decotes" – causaram várias reacções em blogues e redes sociais da internet. "Para quem adora os vídeos da Katyzinha6" é o nome sarcástico de um grupo no Facebook, que, segundo alguns membros esclareceram ao CM, surgiu por paródia, antes de ser conhecido o episódio da sala de aula, comportamento que criticam de forma veemente.»

O vídeo aqui incorporado parece não estar a responder. No entanto, sugiro aos não professores que me dão a honra de por aqui passarem, que cliquem no link da notícia e apreciem o vídeo que a Kátia orgulhosamente postou no youtube - um dos muitos, pois havia mais, que foram retirados. Dirijo-me aos não professores, pois para os professores isto não é novidade.

Mais pérolas da Kátia, uma rapariga que os professores ainda não souberam "motivar". lembrem-se de que estas meninas e meninos, na situação actual, têm carta branca para mandar nas escolas, dentro e fora das aulas. Não há meios legais de afastar das escolas para alunos normais, não desordeiros, e os encaminhar para algures onde possam aprender a viver em sociedade:



Sem comentários:

Enviar um comentário