sexta-feira, 12 de março de 2010

«São Violentos, Muito Violentos»

Testemunho de um ex aluno normal da escola de Fitares, onde se suicidou o Professor Pedro Carmo:

Rui (nome fictício) saiu da escola EB 2/3 de Fitares porque já tinha sido ameaçado e assaltado. Lembra-se vagamente do professor Luís, «um muito quietinho»

Rui (nome fictício) já saiu da escola EB 2/3 de Fitares, onde leccionava o professor de música que se terá suicidado na sequência de maus-tratos dos alunos. Saiu há dois anos, quando já não aguentava mais.

«A escola tem professores, funcionários e instalações excelentes. Só que o ambiente é péssimo», desabafou ao tvi24.pt, enquanto tentava recordar o professor Luís: «Não me lembro muito bem dele, era um professor muito quietinho…»

O jovem de 17 anos conta que sofreu várias «ameaças» de outros alunos e que «só não chegaram a violência» porque a sua mãe foi falar com «eles». «Não valia a pena ir falar com a direcção [da escola]…», acrescentou.

Uma vez, recorda, «uma aluna atirou uma cadeira a uma funcionária». «Não fizeram nada», lamenta Rui. «A direcção parece que tem medo deles», completa. «Eles», segundo o ex-aluno de Fitares, são de «um bairro problemático» que se situa perto do estabelecimento de ensino.

E como são «eles» no dia-a-dia? «São violentos, muito violentos. Na atitude, na maneira de falar. Não têm respeito por ninguém», acusa.


in:

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/escola-sintra-fitares-professor-suicidio-tvi24/1146820-4071.html

São estes "meninos", estes bandidos filhos de bandidos, que mandam hoje nas escolas, de norte a sul do País. Porquê, não se sabe...
Uma mãe de um dos alunos [da escola] acabou de dizer na RTP1 que esta notícia era bullying sobre os alunos, que nem tinham conseguido fazer hoje um teste. Coitadinhos...

Sem comentários:

Enviar um comentário