domingo, 22 de março de 2009

O meu horário de trabalho

O meu horário de trabalho não são "25 horas de aulas por semana".

Aliás, se fossem 25 horas de aulas, seriam menos horas, porque cada bloco de aulas tem 2 x 45 minutos. E ainda tenho a "fabulosa benesse" de poder gozar 22 dias de férias por ano, sempre em Agosto, e de raramente ter que ir à escola na semana na semana da Páscoa e na última semana de Dezembro...

Pensemos antes assim:
Se eu entro às 8 e meia e "saio" às 5 e meia, estive 9 horas na escola.

Descontando 1 hora para almoço (muitas vezes não é possível, e quando é, são 15 minutos e não uma hora).
Nessas 9 horas os intervalos foram ocupados a esclarecer dúvidas de alunos, a preparar a sala para a próxima aula, a preparar materiais diversos, a fazer fotocópias, a transmitir e receber informações de e para colegas, professores de apoio, assistente social psicóloga, Gestão, etc..

O raio do problema é que esses tempos, actualmente, são preenchidos com o calvário burocrático das papeladas que nos são exigidas para registar as famigeradas "ocorrências disciplinares".

A essas 9 horas podem acrescer mais uma, duas, três, para acabar o preenchimento das famigeradas papeladas, para atender Encarregados de Educação fora de horas, para reuniões, e outras tarefas que descrevi em posts anteriores.
À noitinha, em casa, "brincamos" um bocadinho aos professores, fazendo o que fazemos aos fins de semana.

Mas eu estou a chorar-me por trabalhar 12 horas por dia???

Não! Se estou a chorar-me é por boa parte dessas horas ser gasta a tentar conter com uma esponja a inundação de indisciplina e violência que tomou conta das nossas escolas! Gasta o meu tempo e "rebenta-me" com a saúde?

Pergunto:

A QUEM É ISSO ÚTIL???

A QUEM É ÚTIL TODA A SITUAÇÃO QUE DESCREVI NESTE BLOG E QUE É O NOSSO DIA A DIA? OS ALUNOS BENEFICIAM EM QUÊ? A SOCIEDADE BENEFICIA EM QUÊ?

Sem comentários:

Enviar um comentário